À IGREJA DO DEUS VIVO EM RESPLENDOR – PARTE 2

“Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te em breve; para que, se eu tardar, fiques ciente de como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade” (I Tm 3.14-15)

pequena-igreja_4901_1920x1200

Continuando a pastoral do boletim anterior…

2. IDENTIFIQUE A IGREJA COMO A COLUNA DA VERDADE

Coluna é sustentação (stulos). Geralmente, a coluna podia ser uma peça utilizada na arquitetura para sustentar coberturas, tetos. Era um pilar, um suporte. Identificar a Igreja como a coluna da verdade é essencial num mundo de estacas da mentira (Gl 2.9). Lembre-de da Diana do Efésios, por exemplo. Era um templo afamado, uma das sete maravilhas do mundo. Segundo Willian Barclay, havia nele 127 colunas e cada uma delas era presente de um rei. Todas elas eram de mármore e algumas tinham pedras preciosas incrustadas ou estavam cobertas de ouro. Só a graça! Tanta beleza e opulência a serviço da mentira…

Semelhantemente, a coluna também se refere a testemunho (stulos), pois a palavra fora aplicada à pedra que servia para marcar um lugar sagrado ou para conservar a lembrança de alguma pessoa ou de algum acontecimento (Jr 1.18), como testemunho solitário ou entre duas partes (Gn 28.18; Gn 31.52). Fora usada também para divulgação, quando criadas para afixação de anúncios nos mercados antigos (MacDonald).

3. PROCLAME A IGREJA COMO O BALUARTE DA VERDADE

A Igreja é baluarte (hedraioma). Parecida com o conceito de “Coluna”, um baluarte (Sl 18.2) era o apoio, o suporte, o fundamento que equilibrava toda a estrutura arquitetônica. Há uma ascenção com clímax aqui. A verdade não é apenas encontrada na Igreja, “ela é o próprio fundamento da verdade” (Hendriksen). A Igreja deve proclamar a verdade neste mundo desiquilibrado.

Finalmente, resta-nos compreender que cada congregação e cristão são uma genuína “Casa”, “Clouna” e “Baluarte” de Deus. Não ocupados como os templos pagãos por ídolos inanimados, senão gozando a manifesta presença do Deus vivo. Na Igreja do Deus vivo ajudamos uns aos outros com nossas experiências espirituais. Reconheçamos que esta é a Casa de Deus! Identifiquemos que esta é a Coluna da Verdade! Proclamemos como Baluarte da Verdade!

Não se desanime com a Igreja do Deus Vivo. Todos temos nossas lutas e desafios. Até mesmo nosso Pastor, Rev. Synval, teve seus desafios espirituais no passado. Registrou: “Já faz uma semana que estou aqui. Quantas lutas tenho tido dentro de mim! Quanto desânimo, nestes poucos dias já entrou em meu coração! Os meus problemas continuam insolúveis… A melancolia tem me assaltado e desjo partir daqui. Li ligeiramente a história do Dr. Simonton no Brasil – que bem me fez!” (Memórias, p. 110-111). Assim como ele, apeguemo-nos aos maravilhosos exemplos de fé e dedicação avançando para o alvo, cumprindo a carreira, guardando a fé.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

2 comentários

  1. ORE COMIGO
    ESTA MUSICA FOI FEITA EM MOMENTOS DE ANGUSTIAS
    E HOJE VEJO QUE FOI UMA ORACAO QUE EU FIZ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*