EXTRATOS DE RELATÓRIOS ANUAIS

Fatos-e-estatisticas-relacionados-a-tatuagens-2

Eu não tenho dúvidas que a Assembléia Ordinária da Igreja ocupa a imaginação de muitos membros como o momento mais extremamente burocrático do ano. Esses sentimentos ainda se intensificam por ser um dever de todo membro comungante participar dessas reuniões. Pois bem, irmãos. Já acompanhei inúmeras Assembléias Ordinárias, em diferentes Igrejas Presbiterianas. Reconheço que muitos Conselhos organizam tais eventos na literalidade do que está prescrito na alínea “d” do 1º parágrafo do artigo 9º da Constituição da Igreja Presbiteriana do Brasil: “ouvir, para informação, os relatórios do movimento daIgreja no ano anterior, e tomar conhecimento do orçamento para o ano em curso”.

Entretanto, em nossa amada Igreja nos esforçamos há mais de três anos em DINAMIZAR uma das reuniões mais importantes de nossa Igreja. Por isso, apropriando-se do modelo de “extrato de relatórios” utilizado em concílios superiores da Igreja, adequamos o modelo ao processo da Assembléia Ordinária, de maneira que todos os membros presentes têm acesso amplo aos relatórios que, na íntegra, permanecem com os membros que são plenamente informados do movimento do ano em curso. As vantagens são inúmeras, visto que os membros até podem consultar esse material em casa, no momento que desejarem.

Então, qual é a importância dos relatórios? Um relatório bem preenchido presta muitas informações para um planejamento futuro. Relatórios vão além de simples informações. Cada dado pode contribuir para ações direcionadas. Se um relatório aponta deficiências, aponta metas a serem atingidas no próximo ano. Além disso, indicará onde mais se cresceu, se desenvolveu, se investiu. Como Safã entregou seu relatório ao rei (II Re 22.9), aqui estamos para apresentar nossos relatórios diante do Rei dos reis.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

EXTRATO DE RELATÓRIOS 2015

EXTRATO DE RELATÓRIOS 2014

EXTRATO DE RELATÓRIOS 2013

EXTRATO DE RELATÓRIOS 2012

EXTRATO DE RELATÓRIOS 2011

EXTRATO DE RELATÓRIOS 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios *

*