HISTÓRICO DA IGREJA

ipb

A 1ª Igreja Presbiteriana de Resplendor comemorará este ano 93 anos de organização. O povo de Deus deve regozijar. Não foram poucos homens e mulheres que Deus salvou em nossa amada região através desta igreja.

A leitura atenciosa dos primórdios da fé cristã presbiteriana em nossa cidade revelará as dificuldades que nossos antepassados superaram por amor a Cristo e à Sua Palavra. Eis a disposição que precisamos rememorar.

1a IPB AntigamenteEra 1915 e residia num lugar denominado Pedra da Vaca, hoje Vala do Rufino, o Sr. Sergio Lopes, que se convertera na Igreja Presbiteriana de Carangola/MG. Já na cidade de Mutum, por falta de trabalho presbiteriano, recebera o batismo na Igreja Batista daquela cidade. Da Pedra da Vaca vinha constantemente à Resplendor, onde encontrou um crente Batista que residia na turma da E.F. próximo a Santaninha. Na residência desse crente dirigiu o primeiro culto evangélico em Resplendor no lugar denominado Caixa D’ Água. Naquele ano o Rev. Otávio de Souza, Pastor da Igreja de Figueirinha do Rio Doce, atendendo à insistência de D. Maricota, membro da Igreja de Figueirinha do Rio Doce, veio a Resplendor a fim de evangelizar o Sr. Ricardino de Castro, vulgarmente conhecido por Sr. Bote. O Rev. Otavio de Souza foi portador de uma longa carta escrita por D. Maricota dirigida ao seu irmão, na qual pedia hospedagem ao Rev. Otavio e o apoiasse em seus trabalhos na cidade de Resplendor. Após ler a carta, disse o sr. Bote ao Rev. Otavio: “Reverendo, sua vinda aqui sem duvida alguma é motivo de alegria para mim, e tenho o máximo prazer em conceder-lhe hospedagem, mas somente hospedagem; pois sou atualmente o sacristão da Igreja Romana que fica um pouco acima de Resplendor” (Santaninha).

1ª IPB de ResplendorO Rev. Otavio procurou uma sala onde realizaria os trabalhos, fez ele mesmo os convites para o culto à noite (procurando as pessoas de maior influência no lugar, como o Cel. João Marcelino) e colheu os resultados, pois o culto foi muito concorrido, a salinha encheu-se e na rua o número de assistentes foi muito grande. Sobre aquele dia escrevera o Rev. Otávio: “Em vista da ignorância, fui obrigado a explicar a razão do culto espiritual e a maneira de adorar a Deus com louvores, orações e leitura das Sagradas Escrituras. Todas as explicações foram dadas com a maior clareza possível a fim de alcançar a compreensão do auditório. Desde o começo do culto, entreguei minha alma a Deus, pois o murmúrio que eu ouvia da assistência de fora era que uma bala custava apenas um tostão e por este preço daria cabo do agitador de religião”. O primeiro culto de nossa igreja foi realizado na casa do Sr. Manoel de Assis, vulgarmente conhecido por Neca Padeiro, em frente ao Templo atual, hoje ocupado pela Casa Guerra. Até mesmo o Cel. João converteu-se.

03072014(015)Foi o Cel. João que passou a cooperar com o trabalho Presbiteriano, concedendo licença para ocupar a sala da escola da sua propriedade, hoje de propriedade do Sr. Josefino Mendes (06/1917). Os primeiros assistentes do trabalho foram as famílias do Sr. Sergio Lopes e Gomes. A Congregação funcionou nessa casa até a inauguração do Templo em 1920. A 1ª IPB Resplendor foi organizada em 02/07/1922 pelo Presbitério Espírito Santo-Minas, representado pelo Rev. Juvenal Vieira Batista e o Presb. Manoel Francisco Santos. Foram arrolados naquela ocasião 77 irmãos em Cristo e desde aquele dia perseveramos como a Igreja Primitiva.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

Pastor da Igreja